top of page

Dubai, a cidade construída no deserto

Como foi a experiência nesse lugar tão diferente e ao mesmo tempo tão igual ao que estamos acostumados?


Eu sempre assistia aos programas de obras em Dubai e então sempre tive interesse de ir visitar um dia. Aproveitei minha conexão para a Europa e lá fui eu conhecer Abu Dhabi e Dubai.




Como não consegui tirar o visto antecipadamente, foi a primeira coisa que fiz ao chegar ao aeroporto. Era necessário ter reserva em hotel, então pesquisei no booking o mais em conta próximo ao aeroporto.

Cheguei de madrugada e peguei um táxi, não sabia que Dubai era tão seguro e estava super cansada. Cheguei rapidamente ao hotel e paguei em doláres, para a maioria das coisas o dólar americano é aceito, não precisando trocar a moeda para o Dihram (moeda local), apesar de você receber o troco nesta moeda. Aprenda antes os números em árabe, pois as moedas são todas impressas com os valores assim.

Cheguei ao hotel eram umas 3 horas da manhã e com tanta ansiedade não dormi. Tomei banho – o calor estava intenso inclusive de madrugada – e fiquei na recepção conferindo o que tinha de programação para o dia na internet. O meu primeiro compromisso era às 08:30, conhecer o Burj Khalifa.


Por volta de 5:30 peguei o metrô e fui para o Dubai Mall, pois a entrada para o Burj Khalifa – o prédio mais alto do mundo – é pelo shopping, que também é o maior do mundo. Como entrei correndo no metrô e não sabia como era, entrei no primeiro vagão e logo as portas se fecharam. Tinha um segurança nesse vagão e poltronas estofadas com todas as pessoas sentadas adequadamente. Ele me pediu meu ticket especial e ao falar que não tinha, abriu a porta para eu ir para o 2º vagão – só de mulheres. Eu não sabia mas o primeiro vagão era VIP. rs


Ao parar na estação Dubai Mall uma galeria leva diretamente ao shopping, como era muito cedo pude ver algumas coisas que já me deixaram impressionadas ali.

A foto abaixo é de uma lojinha nessa galeria que leva o metrô ao shopping. Não tem portas, não tem grades e nem seguranças vigiando. São várias dessas pela galeria e eu ficava cada vez mais surpreendida ao não ver ninguém perto e todas as mercadorias ali expostas. As lojinhas estavam fechadas pois cheguei antes das 6 horas da amanhã.



Quando cheguei ao shopping já deu pra perceber o quão suntuoso ele é. Muitas lojas de grife, lustres maravilhosos, várias obras de arte, sofás e uma maquete do entorno dali. Além disso uma lagoa foi construída artificialmente por eles e faz parte do shopping também, o nome dela é Lake Ride. À noite acontecem espetáculos de águas dançantes, maravilhoso!


Dei mais algumas voltas ao shopping e fui para o Burj Khalifa. O andar em que fica o observatório é o 124º a 452m de altura, e mesmo assim ainda tem muito prédio pra cima dele. A vista é fantástica! Quase chorei de emoção ao cair a ficha que eu estava ali onde eu sempre tive tanta vontade de conhecer!

Bom, mas o dia estava apenas começando…

De lá, fui conhecer a pista de esqui que tem dentro de outro shopping em pleno deserto! É loucura total imaginar isso, mas sim, eles construíram isso! Muito bacana! O nome de lá é “Ski Dubai”.


Saindo de lá a próxima parada foi o famoso Burj Al Arab, o único hotel 7 estrelas do mundo. Outro momento que eu quase chorei de novo. Foram muitas emoções para um só dia… E o calor fazendo estrago! Acho que esse dia deve ter feito pelo menos uns 40ºC.



O próximo destino foram as ilhas em formato de palmeira, a “Palmeira Jumeirah”, que, pasmém tem um túnel (!!!) na entrada e é bem maior do que eu imaginava pelas fotos. A parada aconteceu no hotel The Atlantis Dubai, que fica ao final da ilha principal e também me surpreendeu pelo tamanho. Dá pra acreditar que essa construção está sob uma ilha artificial? Pois acredite que sim!



Depois uma paradinha para o almoço e em seguida Sáfari no Deserto! Eu tinha assistido um vídeo em que um carro tinha virado durante um desses sáfaris e cheguei lá morrendo de medo, rezei vários Pais Nossos e Aves Marias enquanto o carro subia pelo deserto e de repente entrava numa ladeira irregular, virando para a direita, esquerda, enquanto eu e vários gringos gritávamos de medo. Juro, nunca achei que eu sentiria tanto medo, mas senti. Fechava os olhos, rezava e tentava desviar a atenção, mas foi uma ótima experiência. Percebi que meu coração está funcionando super bem! rs.


Além disso teve uma parada onde pude andar em um camelo, depois jantar árabe em tendas no meio do deserto com apresentações de danças típicas. Jantei junto com um casal australiano que, segundo eles, são super famosos por lá pois fazem comerciais para a marca Jipe. Se alguém souber quem são, me avise. Acabei esquecendo de tirar fotos com os primeiros “parceiros” que fiz durante a viagem.


Bom, isso tudo foi em um dia em Dubai.

O que vocês acharam?

Se você já foi, o que achou do meu dia movimentado? O roteiro está aprovado?

E você que quer ir, o que tem mais vontade de conhecer?

203 visualizações